Câncer de Pele

Conheça mais sobre esse procedimento.

O câncer de pele é o tumor mais frequente. Corresponde por 33% de todos os casos de câncer diagnosticados no Brasil, e o INCA (Instituto Nacional do Câncer) registra a cada ano, cerca de 180 mil novos casos. Este fato torna se evidente pois a pele constitui o maior órgão do corpo e esta sujeita a exposição da radiação solar ao longo de toda vida. Soma-se a isso o fato de vivermos em um pais tropical, onde a busca incansável por um aspecto bronzeado supera a sensatez em manter uma pele saudável.

A radiação solar promove alterações progressivas e cumulativas na pele acarretando, ao longo do tempo, lesões pré-cancerosas, inicialmente superficiais, podendo evoluir para tumores mais invasivos e agressivos.

Dúvidas Frequentes

Veja algumas dúvidas que podem te ajudar.

  • Exposição à radiação ultravioleta (sol)
  • Pintas
  • Pele clara
  • Histórico familiar
  • Idade

Manchas de formato irregular, de coloração escura, com áreas mais enegrecidas, de aparecimento súbito ou em áreas de manchas ou pintas já existentes mas com mudança recente de suas características, merecem especial atenção. Sinais ou sintomas como sangramento, coceira intensa e dor devem ser valorizados.

  • Usar roupas adequadas durante exposição solar
  • Protetor solar – utilizar nas áreas mais expostas ao sol, reaplicando periodicamente
  • Uso de boné ou chapéu – aumenta a proteção da face e couro cabeludo.
  • Óculos de sol – para bloquear a radiação UV sobre os olhos e pálpebras
  • Procurar uma sombra para limitar a exposição ao sol

Assim que identificamos uma lesão suspeita, já deve ser realizada a biópsia. Esta biópsia deve ser feita por profissional experiente para não fragmentar a lesão e retirá-la com margem adequada. Em algumas situações, após o diagnóstico definitivo, há a necessidade de nova abordagem cirúrgica para ampliação da margem e pesquisa de possíveis tumores satélites (metástases linfonodais).

  • Faça auto-exame regularmente e observe se há alguma mancha, ou pinta nova que apresente alguma alteração expressiva.
  • Evite exposição excessiva ao sol, sempre lembrar de usar protetor solar, chapéu e óculos de sol para se proteger.
  • Tomar cuidado com bronzeamento artificial, pois assim como o Sol, o bronzeamento emite raios ultravioletas.

A Maxilart conta com profissionais de elevado nível nas mais diversas áreas, todos conectados entre si e planejando juntos para que nossos pacientes recebam o melhor tratamento disponível no mercado. Agende uma avaliação, e tenha suas dúvidas respondidas.

AGENDE AGORA MESMO UMA AVALIAÇÃO CONOSCO